As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

TV aberta abocanha 70% da audiência entre os pagantes de TV

Cristina Padiglione

31 Julho 2007 | 18h07

Ao anunciar hoje para a imprensa do setor a programação da ABTA 2007, encontro anual da Associação Brasileira de TV por Assinatura, o presidente da sigla, Mr. Alexandre Annenberg, tentou driblar uma resposta objetiva para a pergunta: a qualidade da TV digital, de alguma forma, não haverá de afetar o crescimento da TV paga?

Annenberg esclareceu que uma coisa nada tem a ver com a outra.
Claro, em tese, nada.
Em números, a TV aberta abocanha 70% da audiência entre os pagantes de TV, ou seja, as pessoas pagam para ver Globo, Record, SBT, etc.
Além do vício cada vez mais frágil, mas ainda vigente, de quem não consegue fugir da TV Globo, muita gente paga para ter uma imagem sem fantasminha, limpinha, como costuma ser a imagem do sinal de TV paga, seja por cabo ou satélite.
E, a considerar que a TV digital promete enviar ao telespectador uma imagem de alta definição, sem cenas tremidas, sob a condição de se pagar uma única vez pelo tal conversor (nada de mensalidade, portanto), não é desprezível imaginar até que ponto a TV digital haverá de afetar os canais pagos. Em geral, muito bem pagos para o conteúdo que oferecem.