As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Saraiva vai lançar dois novos modelos do LEV, seu e-reader

blogs

08 Abril 2017 | 03h03

Por Guilherme Sobota

A Saraiva vai lançar, na semana que vem, a nova geração do seu e-reader, o LEV. Dois modelos chegam ao mercado e substituem os atuais. O novo LEV Neo, o modelo mais completo, tem luz na tela, 8 GB de capacidade (8 mil livros), tela de 6 polegadas com a tecnologia E Ink Carta HD – mais moderna do que a Pearl, do Lev com Luz, da primeira geração.

Além de mudanças no design e ser mais leve (140 g contra 190 g do antigo), o aparelho agora também tem botões laterais para mudança de páginas – o preço é R$479, o mesmo do Kindle Paperwhite. O modelo mais simples agora se chama LEV Fit – também mais leve (130 g) e com a mais moderna E Ink Carta. Custa R$299. A pré-venda dos novos modelos começa na segunda-feira, 10, e eles chegam às lojas na semana seguinte, no dia 17. Os aparelhos foram desenvolvidos em parceria com a francesa Bookeen, com quem a Saraiva trabalha desde 2014.


Em conversa com a coluna, executivos da Saraiva disseram que a companhia perdeu o “receio” dos livros digitais, porque a experiência mostrou que clientes do LEV acabam consumindo mais livros, digitais e de papel. Sobre a recente decisão do STF de isentar e-readers e e-books à maneira dos livros impressos, eles acreditam que o impacto será na forma de estimular o mercado – e não necessariamente com impacto no preço final dos produtos.

A Saraiva não pode abrir números exatos, mas o e-commerce de livros digitais cresceu dois dígitos entre 2015 e 2016, segundo o gerente da área, Gustavo Mondo. E o LEV é o segundo produto mais vendido da empresa em valor – incluindo todas as áreas, como informática e celulares. A ênfase que a companhia promete para 2017 nos livros digitais é “bem maior” do que no ano passado, de acordo com o diretor do e-commerce da Saraiva, Adriano Tavollassi.

SELO
Feminismo digital
Falando em digital, a editora e-galáxia prepara o lançamento de um novo selo, o Perspectiva Feminista. Com curadoria de Laura Erber e Ana Bernstein, a primeira fase do selo terá 10 ensaios vendidos individualmente em formato e-book, discutindo as relações entre feminismo e arte. Entre os nomes estão Griselda Pollock, Dorothee Richter e Jacqueline Rose. O selo começa a publicar em junho.

*
Segundo a editora, a ideia das curadoras é facilitar o acesso a uma bibliografia consistente e atualizada para quem procura perspectivas teóricas e críticas articuladas pelo feminismo. Política, filosofia e ciência são outros temas que serão abordados pelos livros do selo.

TEATRO
Cavalos
Eles Eram Muitos Cavalos, o romance de Luiz Ruffato que em 2016 completou 15 anos de lançamento e 14 edições, inspira três peças de teatro neste ano. No Rio, estreia neste sábado, 8, a peça homônima, no Teatro Serrador, com o Coletivo dos Vagabundos. Em maio, no Centro Cultural São Paulo, estreia a peça Cavalos, que nasceu de experiência de alunos do Teatro-Escola Célia Helena. No fim do ano, Naquele Dia Vi Você Sumir, com o coletivo Areas, abre no CCBB.

TELEVISÃO
Novo programa
Vem aí uma nova produção de TV destinada a livros: o programa Livro Vivo estreia no Philos (canal sob demanda da Globosat) em maio, e vai levar autores de não ficção para “vender seu peixe” na telinha. A primeira temporada começa com quatro episódios sobre Brasil, Uma Biografia, de Lilia Moritz Schwarcz e Heloisa Starling. Também estão confirmados programas com Beatriz Resende, Heloisa Buarque de Hollanda, Ricardo Abramovay e Mirian Goldenberg.

Mais conteúdo sobre:

LiteraturaBabelSaraiva