Pirataria na mira: editoras descobrem novo site com livros
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Pirataria na mira: editoras descobrem novo site com livros

E ainda na Babel: Xerxenesky na curadoria de eventos literários, reforço na Gutenberg, a Feira do Livro de Guadalajara, Pussy Riot, Ingrid Betancourt, Nei Lopes, Uma Noite no Museu e Paddington

Maria Fernanda Rodrigues

28 Novembro 2014 | 21h18

DIGITAL
Pirataria na mira: editoras descobrem novo site com livros

(Marcio Fernandes/Estadão)

(Marcio Fernandes/Estadão)

Às vésperas do segundo aniversário (pelo que dizem na apresentação), só agora o site Le Livros começa a ser descoberto por editoras brasileiras. Ali, podem ser lidos ou baixados (epub, mobi e pdf) mais de 3 mil livros em português, incluindo os lançamentos O Irmão Alemão, de Chico Buarque; Eternidade Por Um Fio, de Ken Follett; e O Capital no Século 21, de Thomas Piketty. Sem pagar nada. É o site mais profissional já criado em português para esse fim polêmico – a discussão pirataria X acesso à cultura é antiga. Há dois meses, a Associação Brasileira de Direitos Reprográficos recebeu a primeira denúncia de um autor. Uma ou outra editora também reclamou. A Record, por exemplo, só tomou conhecimento na quinta, pelo Estado. O passo agora é descobrir os responsáveis e tomar providencias jurídicas – para a tristeza dos mais de 400 mil seguidores no Facebook (muitos dos quais profissionais do mercado editorial e escritores).

LIVRARIA
Curadoria literária
O escritor Antônio Xerxenesky será o curador da programação cultural da Livraria Martins Fontes Paulista. A ideia é organizar conversas com escritores, editores, críticos e profissionais de outras áreas – mas sempre promovendo o diálogo com o mundo do livro.


EDITORA
Reforço na Gutenberg
A Gutenberg planeja ampliar sua atuação em 2015 e acaba de contratar Silvia Tocci Masini (ex-Companhia Editora Nacional). Na foco estarão livros de não ficção, desenvolvimento profissional, gastronomia e ficção mais adulta, com romances históricos, eróticos e thrillers.

FEIRA
Negócios no México
Começa hoje a Feira do Livro de Guadalajara, uma das mais importantes do mundo. Editoras do projeto Brazilian Publishers esperam faturar mais do que os US$ 3 milhões de 2013 com venda de direitos e de livros – e estão de olho nos bibliotecários, que vão em peso. Nélida Piñon e Sergio Ramirez (Nicarágua) abrem o Salão Literário.

REEDIÇÃO
Dicionário ampliado
O Selo Negro, que faz 15 anos agora, planeja para janeiro a edição revista e ampliada de Dicionário Escolar Afro-brasileiro, com verbetes de Nei Lopes sobre temas relacionados à situação do negro no Brasil.

NÃO FICÇÃO
Brincando com fogo
A jornalista russa Masha Gessen lançou este ano, nos EUA e Inglaterra, Words Will Break Cement: The Passion of Pussy Riot. Ela teve acesso aos familiares e integrantes do Pussy Riot para reconstruir a história da banda que enfureceu o presidente Putin. Sairá aqui no segundo semestre pela Martins.

FICÇÃO
Ingrid romancista
Os direitos de La Ligne Bleue, primeiro romance de Ingrid Betancourt, ex-senadora e ex-refém das Farc, que se passa na Argentina e envolve simpatizantes do movimento esquerdista Montoneros, são da Paralela.

CINEMA
Filmes e livros
paddington bear
Estreia em janeiro o filme Uma Noite no Museu 3 e chega às livrarias, por volta de 10/12, pela Novo Século, o livro que o inspirou: Uma Noite no Museu – O Segredo da Tumba, de Michael Anthony Steele.
*
Já Paddington (acima), um dos mais célebres personagens da literatura infantojuvenil inglesa, quase foi esquecido por aqui mesmo com a estreia, na quinta, do filme. Um Urso Chamado Paddington, o único publicado no País (no final dos anos 1990 pela Companhia das Letras), está esgotado e a WMF Martins Fontes acaba de comprar os direitos dele – que sairá no fim de janeiro – e de outras três obras a serem lançadas ao longo do ano.

(Post atualizado às 22h50)