Babel: Nova safra do selo Encrenca prevê Fausto Fawcett, Sérgio Rubens Sosséla e outros
As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Babel: Nova safra do selo Encrenca prevê Fausto Fawcett, Sérgio Rubens Sosséla e outros

Maria Fernanda Rodrigues

21 Fevereiro 2014 | 20h45

A coluna Babel, publicada no Caderno 2 de 22 de fevereiro, traz informações sobre os próximos títulos do selo Encrenca, sobre a criação de um blog para debater o livro digital, um livro sobre a Apple, novo infantil de Lucia Hiratsuka, um estudo sobre literatura marginal, a tradução de O Sonâmbulo Amador para o espanhol e o Esquenta Mantiqueira.

FICÇÃO
Nova safra do selo Encrenca prevê Fawcett, Sosséla e outros

O escritor e compositor Fausto Fawcett (Marcos Arcoverde/Estadão)

Idealizado para ser um espaço de experimentação e de resgate de obras esgotadas – desde que comprometidas com a inovação da linguagem –, o selo Encrenca publicou, desde sua criação no final de 2013, três títulos: Pancrácio, de Otavio Linhares; Réquiem Para Dóris, de Oneide Diedrich; e Salvar os Pássaros, de Luiz Felipe Leprevost. Eles serão apresentados pelos editores, e também autores, Linhares e Leprevost na livraria Blooks, em São Paulo, em 20/3. Para o segundo semestre estão previstos a reedição de Santa Clara Poltergeist, romance cyberpunk de Fausto Fawcett (1957; foto); A Nova Holanda, de Sérgio Rubens Sossélla (1942-2003); Plano de Fuga, de Assionara Souza (1969); e Hedra, de Alexandre França (1982).


DIGITAL
Os bastidores do e-book
Interessados no processo de produção de livros digitais terão, a partir de segunda, uma nova fonte de informação: o blog Colofão. Lá, serão publicados textos de profissionais que trabalham com e-books dentro das editoras brasileiras como Antonio Hermida (Cosac Naify), Joana De Conti e Lúcia dos Reis (Rocco), Josué de Oliveira (Intrínseca) e Marina Pastore (Companhia das Letras).
*
Aqui ou no exterior, a discussão acerca do livro digital é quase sempre feita por especialistas que não participam do dia a dia das editoras – e por isso a iniciativa do Colofão é ainda mais bem-vinda.

BIOGRAFIA
O império assombrado
Por falar em tecnologia, e indo além do e-book, a Saraiva lança, no segundo semestre, Haunted Empire, em que a jornalista Yukari Iwata Kane entrevista mais de 200 pessoas para reconstruir a história da Apple. O livro sai em inglês em março.

PESQUISA
Literatura marginal
Uma pesquisa sobre a literatura marginal feita no Brasil entra no ar hoje no blog Études Lusophones, da Universidade Sorbonne, de Paris. Ela foi feita pelo escritor e jornalista Alexandre Staut, que ouviu dezenas de escritores, além de editores, tradutores, professores de literatura e agentes.

INFANTIL
A descoberta do mundo

Dona de um dos traços mais bonitos da literatura infantil brasileira, Lucia Hiratsuka lança Orie (ilustração acima), em abril, pela Pequena Zahar. Nele, Orie viaja com seus pais barqueiros e no balanço das águas, dos desenhos e das palavras vai descobrindo o mundo. A ideia é valorizar a memória e os momentos mais simples da infância.

TRADUÇÃO
Na Argentina
Vencedor do Portugal Telecom, O Sonâmbulo Amador, de José Luiz Passos, sairá na Argentina pela Edhasa. E mais: seu conto Os Outsiders será incluído em Cuentos en Tránsito (Alfaguara) e Solo: un Díptico, em Narrar São Paulo (Mackenzie e Eduvim).
*
A primeira entrevista de Passos sobre o romance foi publicada no Estadão. Confira aqui.

EVENTO
Esquenta Mantiqueira
O Festival da Mantiqueira, de 4 a 6 de abril em São Francisco Xavier, promove encontro em São Paulo no dia 1.º de abril para debater os 50 anos do golpe militar. Reúnem-se no Teatro Sérgio Cardoso, a partir das 19h30, Eliane Brum, Caco Barcellos, Daniela Arbex, Luiz Ruffato e Kleber Mendonça Filho.