Feira Miolo(s) dá cria e anuncia a Miolinho(s), com publicações independentes para crianças
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Feira Miolo(s) dá cria e anuncia a Miolinho(s), com publicações independentes para crianças

E ainda na Babel: rede de cafés da Livraria Cultura mais próxima, os mais vendidos na Amazon e Saraiva durante a última megapromoção, etc.

Maria Fernanda Rodrigues

26 Agosto 2017 | 06h01

INDEPENDENTE
Feira Miolo(s) terá espaço dedicado a livros para crianças

Feira Miolo(s)

(Foto: Fusca Azul Coletivo)

Um dos principais encontros de editoras alternativas do País, a Feira Miolo(s), promovida pela Lote 42, terá novidades este ano. Quem for à Biblioteca Mário de Andrade no dia 11 de novembro encontrará um espaço novo dedicado a editoras que produzem obras para os pequenos leitores. Na Miolinho(s), o mobiliário e decoração serão pensados para as crianças. Interessados em expor seus trabalhos nesta área ou no espaço geral da feira – que já conta com 200 inscrições – podem entrar em contato com os organizadores. Se tudo correr bem e o público aprovar, a Miolinho(s) vira uma feira independente em 2018. Ou ela segue dentro da Miolo(s), que vai repetir, este ano, o clima de festa, com música em todos os ambientes e 12 horas de programação (venda, palestras, shows, exposições, etc.). A expectativa é superar os 8 mil visitantes de 2016.

LIVRARIA – 1
Briga pelo cliente
Há tempos, o mercado editorial não protagonizava uma disputa como a da semana passada. A Amazon antecipou sua promoção anual, que duraria um dia e meio, e surpreendeu a concorrência. A Saraiva não perdeu tempo, ofereceu descontos parecidos, e estendeu a ação para quatro dias. A Amazon foi levando a dela por cinco dias, mas até ontem havia títulos com 90% de desconto.
*
A Amazon diz que registrou um aumento de 130% nos exemplares vendidas em comparação com a Book Friday de 2016. O best-seller foi o mangá Fragmentos do Horror (Darkside), de Junji Ito. Entre os e-books, o mais vendido foi A Metamorfose, de Kafka. Já o leitor da Saraiva preferiu comprar Rebeldes têm Asas (Sextante), de Rony Meisler e Sergio Pugliese, sobre a marca Reserva.


LIVRARIA – 2
Mudança de foco
Enquanto Amazon e Saraiva baixavam os preços para a alegria dos clientes, nada mudou na Cultura, que ainda se vê às voltas com a cobrança das editoras pelos acertos atrasados.
*
Mas… Logo é ela quem deve causar rebuliço no mercado. A livraria, que costuma dizer, nos bastidores, que o que fatura com livros não cobre o metro quadrado, prepara, comenta-se, a inauguração de uma rede de cafés chamada Eva & Kurt. Fora isso, na assinatura dos e-mails de seus funcionários já foi incluído o logo da Fnac.

LIVRARIA – 3
Preço é o que importa
87% das vendas realizadas em livrarias passa por uma decisão no terminal de consulta de preços. Este é um dos dados que Juliana Ribeiro, da Allure Consultoria, apresenta na 27.ª Convenção Nacional de Livrarias, na terça, 29, no Rio.

JUVENIL
Histórias obrigatórias

50 mulheres para conhecer antes de crescer

Será em outubro o lançamento de 50 Brasileiras Para Conhecer Antes de Crescer, livro de Débora Thomé pela Galera (Grupo Record). Ilustrado por 16 mulheres, ele traz o perfil de personalidades emblemáticas – conhecidas ou já esquecidas. Cecília Meireles, retratada ao acima por Julia Lima, é uma delas.

Leia também: Ícone do feminismo, Gloria Steinem fala sobre sua biografia

THRILLER
Atriz, e agora escritora
A Rocco adquiriu os direitos de publicação do livro de estreia da atriz Krysten Ritter (de Jessica Jones e Os defensores). A Fogueira é um thriller psicológico sobre uma advogada que volta à sua cidadezinha natal para cuidar de um caso – e confrontar o passado. Sai em novembro.