Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Babel: ‘Nevermind’, do Nirvana, inspira coletânea de contos de autores brasileiros

Cultura

Babel: ‘Nevermind’, do Nirvana, inspira coletânea de contos de autores brasileiros
As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cultura

BABEL

Babel: ‘Nevermind’, do Nirvana, inspira coletânea de contos de autores brasileiros

E ainda na coluna de 6/8: Financiamento coletivo para edição de obra sobre David Bowie escrita por Neil Gaiman, William Gibson e outros, Beatles para crianças, a parceria entre a revista Pessoa e a Words Without Borders, a volta de Moacir Amâncio à poesia e estudos sobre Bolãno

0

Maria Fernanda Rodrigues

05 Agosto 2016 | 23h51

MÚSICA – 1
‘Nevermind’ inspira coletânea de contos

nirvana

Lançado em 24 de setembro de 1991, Nevermind, o emblemático álbum do Nirvana, vendeu cerca de 30 milhões de cópias no mundo e marcou toda uma geração. Para comemorar os 25 anos do disco, Sérgio Tavares, Alessandro Garcia e André Timm convidaram autores brasileiros para criarem contos baseados nas faixas de Nevermind – e também em músicas de outros trabalhos da banda, as ‘bonus tracks’. Bruno Liberal escreve sobre Smells Like Teen Spirit; Rafael Sperling, sobre On a Plain; Débora Ferraz sobre School; e Maurício de Almeida, sobre Serve The Servants. Cobain terá 25 textos, que serão organizados em e-book disponível para download gratuito, para Android e IOS e em PDF, no dia 24 de setembro.

Veja a lista dos autores da coletânea e as músicas escolhidas

Bruno Liberal – Smells Like Teen Spirit
André Timm – In Bloom
Mário Araújo – Come As You Are
João Vereza – Breed
Moema Vilela – Lithium
Alessandro Garcia – Polly
Paulino Júnior – Territorial Pissings
Patrícia Galelli – Drain You
Flavio Torres – Lounge Act
Anderson Fonseca – Stay Away
Rafael Sperling – On A Plain
Daniel Osiecki – Something In The Way

+ Bonus Tracks:
Delfin – Nobody Knows I’m New Wave
André Tartarini – About a Girl
Débora Ferraz – School
Helena Terra – Love Buzz
Marcia Barbieri – Dive
Mariel Reis – Molly’s Lips
Maikel de Abreu – Aneurysm
Maurício de Almeida – Serve The Servants
Alexandre Nobre – Heart-Shaped Box
Sérgio Tavares – Rape Me
Tiago Velasco – Dumb
Flavia Iriarte – Pennyroyal Tea
Rafael Mendes – All Apologies


MÚSICA – 2

A influência de Bowie
Morto em janeiro, David Bowie teve sua biografia lançada há pouco pela Record. No final da semana que vem, chega às livrarias, pela Darkside, outro livro, não exatamente sobre o músico, mas relacionado à sua biografia: O Homem Que Caiu na Terra, de Walter Tevis. Sua adaptação dirigida por Nicolas Roeg em 1976 marcou a estreia de Bowie no cinema.
*
Outra novidade é o financiamento coletivo em andamento na plataforma britânica Unbound para a edição de Fill Your Heart: Writers on Bowie, com textos escritos por Neil Gaiman, William Gibson, Roddy Doyle, Suzanne Moore e Evie Wyld, entre outros.


MÚSICA – 3

‘Beatles heróis’

beatles

A Matrix lança, ainda este mês, o infantil Beatles Heróis. A história foi escrita pelos músicos da banda Beatles para Crianças, que entram no enredo para viver uma história de aventuras contra um vilão que quer acabar com a música no mundo e vão ser ajudados por um famoso músico inglês, que vai dar a eles superpoderes.


TRADUÇÃO

Intercâmbio literário
A revista Pessoa e a Words Without Borders iniciam, em setembro, intercâmbio de textos. Com curadoria do editor e tradutor Eric Becker, a revista americana vai publicar mensalmente textos que saíram originalmente na Pessoa, que fará o mesmo. A ideia é apresentar a produção contemporânea de autores daqui e de lá.


POESIA

Um longo poema
Quase 10 anos após a publicação de Ata (Record), que reunia toda sua produção poética, Moacir Amâncio prepara nova obra. Matula, previsto pela Annablume para setembro, traz um longo poema fragmentário sobre a presença e a herança dos cristãos novos judaizantes, de modo consciente ou não, em Portugal e no Brasil, tema não muito comum na literatura em geral e, sobretudo, na poesia.


NÃO FICÇÃO

Sobre Bolaño
Acaba de sair da gráfica Toda a Orfandade do Mundo: Escritos Sobre Roberto Bolaño. Trata-se do primeiro livro de pesquisadores brasileiros sobre a obra do autor chileno. A organização é de Antonio Marcos Pereira e Gustavo Silveira Ribeiro. Ana Cecília Olmos assina o prefácio e Karl Erik Schøllhammer, a orelha. O livro, da Relicário, foca questões como relação entre literatura e violência, experimentação formal relações entre escritura e vida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentarios