Aleph faz 30 anos e se prepara para dobrar o catálogo de ficção científica em 2015
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Aleph faz 30 anos e se prepara para dobrar o catálogo de ficção científica em 2015

Na Babel, os planos de crescimento da Aleph, uma nova tradução de 'David Copperfield' a caminho, um estudo sobre a propaganda nazista, uma nova coleção de filosofia contemporânea e outras novidades do mercado editorial

Maria Fernanda Rodrigues

05 Setembro 2014 | 20h01

SCI-FI
Aleph faz 30 anos e se prepara para dobrar o catálogo em 2015

A Aleph não foi criada para publicar livros de ficção científica, mas começou a investir mais fortemente nesta linha em 2003, com o lançamento de Neuromancer, de William Gibson, e tornou-se, ao longo dos anos, a principal editora do gênero no País. Já são 37 títulos de ficção científica no catálogo e para comemorar os 30 anos, celebrados agora, ela prepara para 2015 o lançamento de 40 títulos – entre os quais Flowers to Algernon, de Daniel Keyes, vencedor dos prêmios Hugo e Nebula e previsto para o segundo semestre. No prelo, estão também Planeta dos Macacos, de Pierre Boule, Ancillary Justice, de An Leckie, e Tropas Estelares, de Robert Heinlein. Os best-sellers são Laranja Mecânica (60 mil exemplares), de Anthony Burgess (foto), e a série Fundação (50 mil), de Isaac Asimov.

FICÇÃO
No planeta vermelho
Após uma forte tempestade de areia, o astronauta Mark, tido como morto, é abandonado pelos colegas. Mas ele acorda, sozinho em Marte, e vai lutar para sobreviver. Essa é a trama de Perdido em Marte, de Andy Weir, que a Arqueiro lança em outubro e que vai virar filme com Matt Damon no papel principal.

HISTÓRIA
Paranoia antissemita
Vencedor do National Jewish Book Award na categoria Holocausto e editado nos EUA pela Harvard, Inimigo Judeu: Propaganda Nazista Durante a Segunda Guerra Mundial e o Holocausto chega às livrarias brasileiras no fim do mês pela Edipro.

FILOSOFIA
Aqui e na Argentina
Em parceria com a Editorial Quadrata, a Iluminuras inicia, em outubro, com Arquivida, de Jean-Luc Nancy, a coleção Contemporâneos – dedicada à filosofia. No início do ano será publicado um título de Antonio Negri. Ambos são o resultado de conferências e sairão ao mesmo tempo aqui e na Argentina.

CONTO
A morte do autor
Ricardo Lísias segue na autoficção e lança, pelo selo Formas Breves, em e-book, o conto Delegado Tobias, à venda a partir de segunda, dia 8. O autor dá nome ao protagonista encontrado morto e não é a única pessoa ‘real’ do texto. Estão ali nomeados editores, críticos e jornalistas.

CLÁSSICO
Copperfield, 164 anos
Publicado originalmente em 1850 com ilustrações como a que está abaixo, David Copperfield, de Charles Dickens, ganha ares mais modernos na edição que a Cosac Naify lança mês que vem com tradução de José Rubens Siqueira, textos complementares de Sandra Vasconcellos (USP), Jerome Buckley (Harvard) e de Virginia Woolf e reprodução de manuscritos.

JUVENIL
Romance urbano
Autora de Garota Replay (Novo Conceito), Tammy Luciano (80 mil exemplares vendidos) lança Sonhei Que Amava Você – pela Valentina em novembro.

BIOGRAFIA
Vida de músico
The Universal Tone, autobiografia do guitarrista Santana, sairá pela BestSeller em 2015.

FESTIVAL
Sons de Angola
Os poetas angolanos Isabel Ferreira e Lopito Feijoó participam da Afroétnica Flink Sampa – Festa do Conhecimento, Literatura e Cultura Negra, em novembro, no Memorial da América Latina.