Teatro como missão

Teatro como missão

João Wady Cury

10 Agosto 2017 | 12h28

Signorelli em uma aldeia em Moçambique. Crédito: Arquivo Pessoal

 

Nas contas do ator João Signorelli, mais de 10 mil pessoas em 14 anos assistiram ao monólogo Gandhi – A Ética Inspiradora, baseado em textos do defensor da não violência. O ator acaba de voltar de Moçambique, onde fez três apresentações em aldeias do país (foto acima). Não é pouco para quem já passou por palcos pouco convencionais como presídios e a Fundação Casa, onde faz seu Gandhi mensalmente. Em 2018, Signorelli levará a peça a Rishikesh, cidade conhecida como capital mundial da ioga e bem-estar, portal para a elevação espiritual para os hindus.