Trio Wanderer abre Temporada 2017 da Sociedade de Cultura Artística

Trio Wanderer abre Temporada 2017 da Sociedade de Cultura Artística

Alvaro Siviero

28 Março 2017 | 09h32

wanderer-2012-1

A Sociedade de Cultura Artística dá a largada em sua Temporada de Concertos 2017, com apresentações do prestigiado Trio Wanderer, um dos mais reconhecidos grupos de câmara da atualidade que, neste ano, completa 30 anos de incansável e exemplar atividade musical. Os concertos ocorrem nos dias 28 e 29 de março, às 21h, na Sala São Paulo.

Formado por Raphaël Pidoux (violoncelo), Jean-Marc Phillips-Varjabédian (violino) e Vincent Coq (piano),
todos formados do Conservatório de Paris, o Trio Wanderer estabeleceu-se como referência na música de câmara, não somente por seu estilo sensível, mas pelo quase telepático entendimento entre seus músicos. Os músicos franceses já se apresentaram em grandes palcos como o do Teatro de Champs Elysées, em Paris,
o do Wigmore Hall de Londres, do Teatro Alla Scala de Milão, da Biblioteca do Congresso de Washington e
do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, entre muitos outros, além da participação em grandes festivais,
como os de Edimburgo (Escócia), de Montreux (Suíça), de Salzburgo (Áustria) e da colaboração com diversas orquestras, como a de Toulouse, Montpellier, Santiago do Chile, Orquestra Nacional da França, Orquestra Sinfônica da Rádio de Berlim e Orquestra de Câmara de Estocolmo. Vencedores do ARD Competition de Munique e da Competição Fischoff de Música de Câmara nos Estados Unidos, as dezenas de gravações do grupo somam críticas em grandes revistas internacionais, como as britânicas Gramophone e BBC Music Magazine, a alemã Fono Forum e o jornal norte-americano The New York Times.

As apresentações contarão com prévia explanação do jornalista e crítico de música Irineu Franco Perpétuo, que comenta sobre os compositores, obras e intérpretes da noite, no Auditório do 1º andar. Os encontros acontecem às 20h e têm meia hora de duração.

Próximos concertos da Temporada 2017
24 e 25 de abril – Le Concert de la Loge (Julien Chauvin, violino; Philippe Jaroussky, regência)
23 e 24 de maio – Benjamin Grosvenor, piano
6 e 7 de junho – Potsdam Chamber Orchestra (Emmanuel Pahud, flauta; Trevor Pinnock, regência)
27 e 28 de junho – Royal Northern Sinfonia (Julian Rachlin, violino)
1 e 2 de agosto – YOA – Orquestra das Américas (Duo Assad, violão; Carlos Miguel Pietro, regência)
22 e 24 de agosto – András Schiff, piano
12 e 13 de setembro – Quarteto Emerson
29 e 31 de outubro – Orquestra Nacional do Capitólio de Toulouse (Bertrand Chamayou, piano;
Lucienne Renaudin-Vary, trompete; Tugan Sokhiev, regência)
13 e 14 de novembro – Cappella Mediterranea e Coro de Câmara de Namur (Leonardo García Alarcón, regência).