As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

É Tudo Verdade abre inscrições para sua 20ª edição

Adriana Plut

18 Setembro 2014 | 12h28

Principal vitrine da produção não-ficcional no Brasil, o É Tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários chega a sua 20a edição, que será realizada entre os dias 9 e 19 de abril de 2015 em São Paulo e no Rio de Janeiro (o circuito itinerante será divulgado depois). As inscrições foram abertas esta semana no site e serão encerradas no dia 12 de dezembro.
São quatro categorias competitivas: Competição de Longa ou Média-Metragem (internacional e brasileira, com filmes a partir de 40 min) e Competição de Curta-Metragem (até 30 min., também brasileira ou internacional). Para participar das mostras competitivas, as produções devem ter sido finalizadas a partir de janeiro de 2014. Há também as mostras informativas O Estado das Coisas, Foco Latino-Americano, Programas Especiais e Retrospectivas. Para a Competição Brasileira de Longa ou Média-Metragem serão aceitos apenas filmes inéditos, mas é possível inscrever títulos nas mostras informativas sem a necessidade de ineditismo. Para a Competição Brasileira de Curta-Metragem, serão priorizadas obras inéditas.
A seleção dos títulos escolhidos será divulgada até 20 de fevereiro de 2015.

É Tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários
9 a 19 de abril de 2015
Inscrições até 12/12/2014
http://www.etudoverdade.com.br/br/home/
E-mail: info@etudoverdade.com.br

Relembre, abaixo, os vencedores do É Tudo Verdade 2014:

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL

Melhor Documentário Longa ou Média-Metragem (Júri Oficial)

Jasmine, de Alain Ughetto.

Melhor Documentário Curta-Metragem (Júri Oficial)

Mãe é Deus, de Maria Bäck.

Menção Honrosa para Documentário Curta-Metragem (Júri Oficial)

O Domador de Peixes, de Roger Gómez e Dani Resines.

COMPETIÇÃO BRASILEIRA

PRÊMIO CPFL ENERGIA / É TUDO VERDADE “Janela para o Contemporâneo” – Melhor Documentário Brasileiro de Longa ou Média-Metragem (Júri Oficial)

Homem Comum, de Carlos Nader.

Melhor Documentário Curta-Metragem (Júri Oficial)

Borscht, uma receita russa, de Marina Quintanilha.

Menção Honrosa Documentário de Longa ou Média-Metragem (Júri Oficial)

Democracia em preto e branco, de Pedro Asbeg. (confira a entrevista para o blog aqui/ http://blogs.estadao.com.br/adriana-plut/e-tudo-verdade-2014-documentario-sobre-a-democracia-corinthiana-relembra-futebol-rock-e-politica-dos-anos-80/)

Menção Honrosa Documentário de Curta-Metragem (Júri Oficial)

E, de Alexandre Wahrhaftig, Helena Ungaretti e Miguel Ramos.(confira a entrevista para o blog aqui http://blogs.estadao.com.br/adriana-plut/e-tudo-verdade-2014-curta-metragem-e-reflete-sobre-logica-urbana-que-prioriza-maquinas-e-nao-pessoas/)